quarta-feira, 4 de maio de 2016

Cada vez fico com menos palavras... 
fugem de mim,
e, 
o pior, 
eu nao as estranho...

A minha brevidade
suspiro de beija-flor

Nenhum comentário:

Postar um comentário